Lenntech <!-- PLUGIN:LANGUAGE:water_treatment_and_purification --> Lenntech <!-- PLUGIN:LANGUAGE:water_treatment_and_purification -->

Dioxido de Cloro

  1. O que é dióxido de cloro?
  2. Como funciona?
  3. Quão eficaz é?
  4. Como é aplicado?
  5. Onde pode ser aplicado?
    5.1 Sistemas de águas quentes e frios
    5.2 Lavagem de vegetais
    5.3 Prevenção e controlo de biofilmes
    5.4 Legionella
    5.5 Torres de arrefecimento
    5.6 Lavadores de gases
    5.7 Água potável
    5.8 Tratamento de bactérias ferrosas

1. O que é o dióxido de cloro.

O dióxido de cloro é um químico cuja fórmula química é CLO2. Este óxido de cloro é um forte oxidante e como tal é muito usado no tratamento de águas e no branqueamento do papel. ClO2 é um composto estável com características biocidas, mesmo a baixas concentrações de 0.1 ppm. Actua nos microrganismos inibindo o transporte de nutrientes através da parede celular, acabando por destruí-los.

Back to top

2. Como funciona?


Dos biocidas oxidantes o dióxido de cloro é considerado mais selectivo. Quer o ozono quer o cloro são mais reactivos que o dióxido de cloro, o que significa que estes dois compostos são maioritariamente “consumidos” pela matéria orgânica. Por sua vez, dióxido de cloro reage com compostos sulfurosos reduzidos, aminas e alguns compostos orgânicos de maior carga negativa. Isto permite menores dosagens de dióxido de cloro para obter uma maior quantidade de resíduos estáveis.

Back to top

3. Quão eficaz é o dióxido de cloro?

A eficácia do dióxido de cloro é igualmente elevada quando comparada à do cloro. Para além disto existem mais vantagens como as abaixo descritas:
1. A actividade bactericida não é afectada para pH entre 4 e 10;
2. Dióxido de cloro destrói mais eficazmente esporos, bacterias, virús e outros patogénicos, quando comparado com o cloro;
3. O tempo de contacto necessário para o dióxido de cloro actuar é menor quando comparado com o ozono ou o cloro;
4. Tem um melhor solubilidade;
5. Mesmo altas concentrações de dióxido de cloro não provocam corrosão do material. O que reduz os custos associados à manutenção do processo;
6. Não reage com espécies como NH3 ou o NH4+;
7. Destrói os percursores de THM e aumenta a coagulação;
8. Destrói os fenóis e não tem odor característico;
9. Remove eficazmente compostos de férricos e magnésios, especialmente compostos complexados.

Back to top

4. Como é aplicado?

O dióxido de cloro pode ser usado de duas maneiras. A primeira a produção implica a produção no local através de processo especial. A segunda passa por adquirir o dióxido de cloro na sua forma estabilizada (do inglês: SCD- stabilised chloride dioxide ).

O SCD é activado no local onde vai ser aplicado. A dosagem é fácil de usar, segura e eficaz. O sitema de dosagem é compacto , seguro, flexível e necessita de pouca manutenção

Saquetas de dióxido de cloro.

chlorine dioxide dosing system

Back to top

5.Onde pode ser aplicado?

5.1 Sistemas de águas quentes e frios

As vantagens no uso de dióxido de cloro em sistemas de água quentes e frios são os seguintes:

- A actividade bactericida não é afectada para pH entre 4 e 10;
- Dióxido de cloro destrói mais eficazmente esporos, bacterias, virús e outros patogénicos, quando comparado com o cloro;
- O tempo de contacto necessário para o dióxido de cloro actuar é menor quando comparado com o ozono ou o cloro;
- Tem um melhor solubilidade;
- Mesmo altas concentrações de dióxido de cloro não provocam corrosão do material. O que reduz os custos associados à manutenção do processo;
- Não reage com espécies como NH3 ou o NH4+;
- Destrói os percursores de THM e aumenta a coagulação;
- Destrói os fenóis e não tem odor característico;
- Remove eficazmente compostos de férricos e magnésios, especialmente compostos complexados.

Back to to

5.2 Lavagem de vegetais

O dióxido de cloro é um produto excelente na lavagem de vegetais devido à sua capacidade de eliminar esporos, vírus e bactérias, mesmo quando utilizado a concentrações muito baixas.

O ClO2 tem solucionado problemas relacionados com bens alimentares. Entre outras vantagens há que referir que não afecta o sabor, o cheiro ou a aparência. É seguro de ser usado e cumpre os requisitos dos regulamentos ambientais. Em seguida apresentam-se alguns exemplos onde o ClO2 tem sido aplicado:

-Maçãs: no controlo de E.coli e bacterias Listerias
-Batatas: protecção causadas por fungos e bacterias;
-Alfaces e cebolas: comparando com o hipocloríto, o teor de vitamina-C é maior e o teor em potássios é menor nestes vegetais;
-Citrinos: confere proteção contra fungos mesmo a diferentes valores de pH.

5.3 Prevenção e controlo de biofilmes

O biofilme é um agregado de microrganismos que excreta uma matriz adesiva e protectora. Os biofilmes podem ser encontrados em superfíces sólidas ou líquidas. Esta forma de vida comunitária é caracterizada por complexas interacções e uma grande diversidade genética. Para além disso tem vantagens protectoras para os micro-organismos que nele vivem. Por exemplo, confere protecção contra biocidas que de outra maneira eliminariam os micro-organismos se estes vivessem na forma livre em vez de agregados. Os biofilmes produzem substâncias consideradas nocivas para a saúde humana, conseguindo excretar estas substâncias para o ambiente onde habitam.

legionella in biofilm
Legionella in biofilm (©Vernagene)

Tem vindo a ser demonstrado que o dióxido de cloro é capaz de remover os biofilmes dos sistemas de água, prevenindo também a sua formação se for administrado de forma continua a baixas concentrações. Pelo contrário, o hipoclorito tem demonstrado ser um químico fraco na remoção dos biofilmes.

Back to top

5.4 Legionella prevenção e controlo

Na prevenção dos biofilmes e no controlo da doença do legionário, o dióxido de cloro tem desempenhado um papel muito importante devido às suas característicasde agente desinfectante. A formação dos biofilmes nos canos de água, protegem a legionella dos desinfectantes. Contudo os CLO2 remove os biofilmes e aniquila as bacterias, esporos e vírus.

5.5 Torres de arrefecimento

Manter as torres de arrefecimento limpas e desinfectadas é vantajoso por diversas razões. Os sistemas de condutas limpos possibilitam trocas de calor mais eficazes, para além de aumentar o tempo de vida do equipamento e de possibilitar a diminuição dos custos de manutenção. Ambientes com temperaturas elevadas são ideais para o crescimento de agentes patogénicos, como por exemplo a Legionella.

O uso de dióxido de cloro traz muitas vantagens:

  • é um biocida e um desinfectante muito eficaz;
  • remove e inibe a formação de biofilmes;
  • É eficaz para valores de pH entre 4 e 10; dentro desta gama a actividade bactericida não é afectada;
  • Os efeitos corrosivos do dióxido de cloro são menores quando comparados com água corrente;
  • dióxido de cloro pode ser utilizado como um spray;
  • menos nocivo para o ambiente;

Back to top

5.6 Lavadores de gases

O design de um lavador de gases é muito semelhante ao design de uma torre de arrefecimento. Contudo, existem diferenças e a primeira é que um lavador de gases é um sistema pressurizado enquanto que uma torre de arrefecimento é um sistema de vácuo. Nos lavadores de gases, a água de recirculação e o sistema de spray passam pelo topo do sistema, em sentido contra-corrente ao fluxo de gas a tratar. A re-circulação de água serve para remover as particulas causadoras de mau odor, contidas no ar que se quer tratar.

Ao adicionar dióxido de cloro, na água de re-circulação, este vai reagir com as espécies odoríficas que entretanto foram absorvidas na água, assim como as espécies que ainda permanecem no ar. Normalmente, uma baixa concentração de dióxido de cloro 0.2 ppm, aproximadamente, é suficiente para assegurar uma boa remoção do odor.

Back to top

5.7 Água potável

O dióxido de cloro tem sido utilizado desde há já algum tempo na desinfecção de água potável (USA desde 1944). Foi aprovado para o tratamento de água desde que se descobriu que o cloro e outros produtos similares formavam THM (trihalometanos) e produtos secundários, que começavam a ser reconhecidos por aumentarem riscos de cancro. O dióxido de cloro começou a ser então utilizado no pré-tratamento e na desinfecção final do tratamento de águas. É utilizado no pré-tratamento pois remove eficazmente os compostos de magnésio e de férro, funciona como agente floculante. Remove também o cheiro e sabor indesejáveis. Na fase pós-tratamento, promove a desinfecção no interior do sistema de distribuição. A estas vantagens adicionam-se as que já foram aqui referidas.

Back to top

Outras tecnologias de desinfecção

Sobre Lenntech

Lenntech BV
Rotterdamseweg 402 M
2629 HH Delft

tel: +31 152 755 717
fax: +31 152 616 289
e-mail: info@lenntech.com


Copyright © 1998-2016 Lenntech B.V. All rights reserved